Brasileiros de classe média vêm viver em Portugal, governado pelo Partido Socialista


Um precioso retrato do êxodo dos manifestoches rumo a Portugal foi publicado no Facebook de José João Louro, português.

São antigos apoiantes de Temer ou de Aécio Neves, mas agora já não querem viver no Brasil. Procuram um posto de trabalho na Europa.

Converso muito com eles no café perto da Loja do Cidadão, onde tratam os papéis burocráticos.

Vivem uma crise de consciência pequeno-burguesa. Ainda se colocam em bicos de pés orgulhosos de serem jovens da “classe média” com um curso superior.

Mas já não querem viver no Brasil atual.

Incapazes de observarem como positivas as medidas sociais do tempo de Lula, vêm viver para um país governado pelo Partido Socialista, um partido irmão do PT na Internacional Socialista.

Em Portugal, o governo do PS é apoiado no Parlamento pelo Partido Comunista, Verdes e Bloco de Esquerda.

Ficam chocados e não entendem.

Para mim é interessante notar a profunda crise de consciência da pequena burguesia brasileira, muito nacionalista, muito brasileira, mas que depois foge para Portugal ou Europa em busca de mais comodidade.

 

Fonte: DIÁRIO DO CENTRO DO MUNDO

 

Deixe uma resposta