Governo de Sergipe promove intercâmbio de práticas dos alunos das escolas de tempo integral


Além de apresentar à sociedade as ações do Programa Escola Educa Mais, o evento serviu para divulgar o período de matrícula escolar para o ano letivo 2019 de todos os 42 colégios estaduais que ofertam ensino médio de tempo integral

Mais de 700 estudantes de ensino médio das escolas de tempo integral da Rede Estadual de Ensino subiram ao palco do Teatro Atheneu, nesta terça-feira, 12, e apresentaram às equipes gestoras e professores dessas unidades de ensino, e aos técnicos das Diretorias de Educação da Seduc (Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura), as principais iniciativas que desenvolveram como protagonistas ao longo do ano letivo 2018.

Nesta mostra de ações, promovida pelo Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral da Seduc (NGETI), os alunos representaram suas escolas como atores principais de espetáculos de dança, música, teatro e circo apresentados no evento,  o qual teve a participação da vice-governadora, Eliane Aquino, e da diretora do Departamento de Educação (DED/Seduc) Ana Lúcia Muricy, que, no ato, representou o secretário de Estado da Educação, professor Josué Modesto.

Todas as práticas de protagonismo apresentadas pelos alunos no evento, explica a professora Mônica Rodrigues, coordenadora do NGETI, “são resultados dos estudos a atividades que os estudantes das escolas de tempo de integral desenvolveram tanto nas disciplinas eletivas, quanto nos clubes de protagonismo como também no âmbito da construção de seus projetos de vida”, afirmou.

Socialização de práticas

Aos 15 anos, Maurício Gonçalves descobriu seu talento para as artes cênicas no Clube de Teatro do Colégio Estadual Abelardo Romero Dantas, em Lagarto, onde cursa a 1ª série do ensino médio em tempo integral. Os clubes de protagonismo juvenil fazem parte da metodologia de ensino do Programa Escola Educa Mais – por meio do qual o Governo de Sergipe tem ampliado a oferta de Educação Integral na Rede Estadual de Ensino – e são espaços destinados à prática de ações nas quais os alunos são os protagonistas do processo de construção do conhecimento.

“Apresentaremos uma montagem teatral em que tratamos de amor. Todo o espetáculo foi produzido pela minha turma, desde a adaptação do texto à produção da indumentária. Ver esse espetáculo finalizado e pronto nos fez saber que somos capazes de conseguir tudo aquilo que sonhamos. O ensino integral tem me possibilitado acumular uma bagagem grande de conhecimentos e me feito perceber muitas oportunidades de crescimento enquanto artista”, contou Maurício.

Enquanto aguardava na coxia sua vez de entrar no palco, com o corpo pintado tal qual um guerreiro do folguedo maculelê, Danilo dos Santos afirmou que o ensino voltado à superação de obstáculos e desenvolvimento de habilidades e competências socioemocionais e cognitivas, no qual é continuamente estimulado pelos professores a ser protagonista do processo de aprendizagem, o faz aprovar o modelo de ensino médio em tempo integral implementado gradativamente pelo Governo de Sergipe na Rede Estadual de Ensino.

“Para aqueles estudantes que ainda não sabem onde cursar o ensino médio, recomendo uma das escolas de tempo integral da Rede Estadual”, disse, convidativo, o estudante Danilo dos Santos, aluno da 3ª série do ensino médio no Centro de Excelência Hamilton Alves Rocha, localizado no município de São Cristóvão.

Danilo destacou ainda que o espetáculo de dança folclórica que montaram como prática de protagonismo juvenil estreitou as relações da escola com a comunidade local, “na medida em que trouxemos para dentro da escola moradores da localidade envolvidos com a tradição do maculelê”, pontuou.

Para o professor Agno dos Santos, gestor escolar do Colégio Estadual Miguel das Graças, do município de São Miguel do Aleixo, a partir da implementação do ensino de tempo integral, iniciada na escola em 2018, o desempenho dos alunos dessa modalidade de ensino melhorou significativamente no transcurso do ano letivo. “É um modelo de ensino muito positivo que permite aos professores trabalhar os sonhos e projetos de vida dos alunos”, destaca.

Madrinha

Após acompanhar da plateia o protagonismo dos alunos das escolas de tempo integral, a vice-governador foi chamada ao palco pelos “mestres de cerimônia” do evento – também alunos protagonistas dessas escolas -, os quais a escolheram, em nome de todos os demais estudantes presentes à mostra, para ser madrinha dos 42 colégios estaduais e centros de excelência da Rede Estadual de Ensino. Convite este aceito “com muita honra”, como ressaltou Eliane Aquino.

Já na condição de madrinha das escolas de tempo integral gerenciadas pela Seduc, a vice-governadora afirmou aos jovens protagonistas que ora se apresentavam no palco do Teatro Atheneu que eles carregam consigo a responsabilidade de mudar o mundo para melhor e, por este motivo, “não podem deixar de sonhar e de acreditar que são capazes de realizarem seus sonhos”, frisou.

“O sucesso da implantação desse modelo de ensino, uma bandeira que defendemos desde o Governo Marcelo Déda, tem sido possível porque os nossos professores abraçaram essa proposta, e, a esses mestres, rendemos também homenagens”, disse Eliane Aquino.

Matrícula 2019

O intercâmbio de prática deprotagonismo juvenil realizado pelo NGETI/Seduc cumpriu, também, o objetivo de amplificar a divulgação do calendário de matrículas para o ano letivo 2019 das 42 unidades escolares da Rede Estadual que aderiram ao Programa de Ensino Integral – Escola Educa Mais, as quais, a partir deste ano, terão um único calendário. Serão ofertadas quase 13 mil vagas nessa modalidade de ensino.

O calendário de matrículas das escolas de tempo integral da Rede Estadual inicia com o período para renovação da matrícula, nos dias 11 e 12 de março de 2019. Para os alunos que já cursam o ensino médio em tempo integral e vão permanecer na mesma unidade escolar, a renovação é feita automaticamentepela equipe da escola no Portal da MatrículaOnline da Seduc.

Nos dias 13 e 14 de março é a vez de os estudantes que já são alunos da Rede Estadual efetuarem suas matrículas nas escolas de tempo integral, por meio do Portal da Matrícula. E, nos dias 15 e 16 de março, o sistema estará abertura para os estudantes de outras redes de ensino efetuarem suas matrículas, quando então será finalizado o período de matrículas nas 42 escolas de tempo integral.

“Agora em 2019, chegamos ao terceiro ano da implementação gradativa do Programa Escola Educa Mais na Rede Estadual de Ensino, o qual tem sua proposta voltada ao projeto de vida do aluno, eixo central da proposta curricular dessas escolas”, salientou a professora Ana Lúcia Muricy, diretora do DED/Seduc, ao destacar que esse modelo de ensino integral envolve, além da proposta pedagógica focada na concretização dos sonhos dos alunos, ações para formar cidadãos autônomos, competentes e solidários, e ainda um modelo de gestão corresponsável, ofertando formação continuada para as equipes escolares e estudantes.

Ensino integral

Em 2018, o Governo de Sergipe expandiu o Programa Estadual de Ensino Integral, o qual implementa desde 2017. A ampliação da abrangência do Escola Educa Mais, hoje presente em diversos municípios sergipanos, visa atender a dispositivos previstos no Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005, de 25 de junho 2014) e no Plano Estadual de Educação (Lei Estadual nº 8.025/2015), os quais estabelecem que a Educação de Tempo Integral deve ser ofertada em, no mínimo, 50% das escolas públicas até 2024.

Criado em 2016 pelo governo federal, o Programa de Fomento à implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral tem financiado as escolas que aderiram a esta iniciativa, como os 42 colégios estaduais participantes do programa, que estão sendo beneficiados com recursos para serem investidos em melhoria de suas infraestruturas.

 

Fonte: SEDUC / Governo de Sergipe

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.