Mesmo com condenação de Lula pelo TRF4 militantes de esquerda vão às ruas em Sergipe


O julgamento aconteceu nesta tarde, em Porto Alegre (RS)

 

Por decisão unânime, os três desembargadores da 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiram pela condenação e aumento da pena do ex-presidente Lula (PT) no caso do tríplex. A pena foi aumentada de nove para 12 anos e um mês de prisão, com início em regime fechado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de multa no valor de R$ 1,33 milhão.

Durante os votos, o advogado de Lula, Cristiano Zanin, fez questionamentos e duras colocações que deixaram os desembargadores embaraçados, que finalizaram o julgamento com 3 votos à favor da condenação.

Apesar da condenação, o ex-presidente só será preso depois que se esgotarem todas as possibilidades de recursos. A decisão do TRF4 não impede que o Lula se candidate a presidente este ano, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode negar o seu registro de candidatura com base na Lei da Ficha Limpa, que prevê que condenados em segunda instância não podem se candidatar.

Militantes vão às ruas por Lula e pela democracia

Na tarde desta quarta-feira (24), diversos movimentos sociais, sindicais, militantes de esquerda, juventude e políticos sergipanos se reuniram na Praça General Valadão em apoio ao ex-presidente Lula. Segundo os organizadores do ato, 2000 pessoaa foram às ruas protestar.

Para o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Sergipe, Rogério Carvalho, a maioria dos brasileiros já estão percebendo que há uma injustiça sendo praticada contra o ex-presidente Lula. “As manifestações que estão acontecendo pelo país e aqui em Sergipe mostram que uma parte da sociedade brasileira está começando a compreender e perceber uma injustiça e a não-justiça sendo praticada, e que outros interesses conduzem a conformação da ideia desses desembargadores que estão julgando o Lula”, afirma.

Para o Secretário Estadual de Organização do PT, Mário Dias, a condenação de Lula é apenas a continuidade do golpe. “Iremos continuar mobilizados e enfrentando as elites”, disse Mário.

Desde a noite do dia 23, diversos militantes a favor do ex-presidente Lula fizeram vigília e atos com manifestações culturais em algumas cidades do interior sergipano, como Lagarto, Nossa Senhora da Glória, Porto da Folha, Estância e Propriá, bem como na sede estadual do partido em Aracaju.

Por Cláudio Hiroshy

Deixe uma resposta