Ministério de Minas e Energia propõe privatizar a Eletrobras


Segundo a pasta, medida vai trazer mais competitividade e agilidade sem imposições previstas para estatais

O Ministério de Minas e Energia anunciou, nesta segunda-feira (21/8), que vai propor ao Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) a privatização de parte da Eletrobras. Para a instituição, a medida, que foi feita com empresas como Embraer e Vale, vai trazer mais competitividade e agilidade para a empresa ser administrada sem as imposições previstas para estatais.

 O plano vai permitir que a empresa se atualize em relação aos requisitos exigidos no Novo Mercado, equiparando acionistas públicos e privados com transparência.
De acordo com o Ministério, as dívidas e responsabilidades em relação à Eletrobrás aumentaram e os problemas relacionados a ineficiências deixaram um déficit social de cerca de R$ 4 trilhões, que poderiam ser investidos em segurança, educação e saúde. Para a pasta, não há mais espaço para aumento de tributos e encargos setoriais, e a saída agora é a busca de recursos no mercado de capitais, atraindo novos investidores e novos sócios.
No caso, o governo continuará como acionista, recebendo dividendos ao longo do tempo e beneficiando, assim, estados e municípios com arrecadação de impostos.
Andressa Paulino
Estagiária do Correio Braziliense
Link: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2017/08/21/internas_economia,619521/ministerio-de-minas-e-energia-propoe-privatizar-a-eletrobras.shtml

Deixe uma resposta