Na Prosa Entre Amigos, Filadelfo Alexandre reafirma pacto com PT e diz que gestão Gilson é trivial


Durante a noite de segunda-feira, 15, o empresário e ex-prefeito Filadelfo Alexandre (FA) foi o entrevistado do programa PROSA ENTRE AMIGOS, comandado por Dominguinhos Machado e Mário Dias.

Durante a Live Prosa Entre Amigos, que é exibida todas as segundas-feiras pelo Facebook no endereço www.facebook.com/DominguinhosdoPT, Alexandre descontraidamente fez uma retrospectiva das eleições municipais de Estância, desde a gestão Zé Nelson, com isso, grande parte da biografia do entrevistado foi exposta para os internautas, inclusive da sua infância, formação e carreira política.

Após o papo sobre a biografia de Filadelfo Alexandre, foi a vez de adentrar na política, especialmente, a sucessão municipal em 2020, tema esse muito aguardado pelos internautas, fazendo a audiência subir, inclusive com a participação de muitas personalidades políticas locais, a exemplo do presidente da Câmara de Vereadores, André Graça, dos vereadores Misael, Edivaldo da Praia e Tito, do Secretário Adjunto de Comunicação, Dadau Barreto, dentre outras lideranças.

Perguntado por Dominguinhos o que achava da gestão Gilson Andrade, Filadelfo deu a seguinte resposta: “É uma gestão que têm equilíbrio financeiro, mas tem algo que não garante a sua reeleição que é a questão de uma Estância que ia nascer. Pra superar Carlos Magno precisa realizar muito mais, e apesar de haver uma promessa do ex-líder de Michel Temer de 50 milhões de reais de emenda só para Estância, o dinheiro não veio. Falta na gestão de Gilson quadros políticos, que ultrapassem a ação técnica. O que adianta ter 20 milhões em caixa e o povo passando necessidade? E as ruas sem calçar? E a ponte que caiu? E a criança que precisa de uma merenda?, etc.”

Alexandre disse ainda que o equilíbrio fiscal e econômico é importante, mas é preciso ter a sensibilidade social e gastar os recursos com povo, coisa que falta a muitos técnicos. “Um ponto crítico e negativo da gestão de Gilson é que ele não tá conseguindo botar a gestão pra realizar muito. Ele tem feito umas realizações, umas ações, é um governo pautado pela ética, mas não é o governo que o povo esperava”.

FA falou também que o ex-prefeito Ivan Leite errou ao quebrar a palavra dada ao governador Belivaldo Chagas nas eleições 2018 ao ir ser o vice de Eduardo Amorim e que a culpa da vice-prefeita Adriana Leite não ter vencido as eleições é exclusivamente dela e do marido que fizeram campanha apenas em Estância e na rede social e que o prefeito Gilson Andrade não tem culpa do desempenho da vice-prefeita no pleito de 2018.

Perguntado sobre a proximidade dele com o presidente da câmara André Graça, Filadelfo disse que André se encaixa no projeto da 3ª via podendo ser vice, podendo ser prefeito. Assim, como Misael Dantas, que pode ser vice e pode ser prefeito. Alexandre disse ainda, que devido aos acontecimentos de 2018, Misael dificilmente marchará com Gilson Andrade, caso Adriana Leite continue na chapa majoritária, já que ele foi rifado a pedido de Ivan.

Perguntado por Mário Dias sobre a aliança com o PT, Filadelfo deixou claro que: “não estar juntos em 2020 chega a ser uma insanidade de ambas as partes, desde 1996 que marchamos lado a lado e o PT de Estância, o PT de Sergipe, é um PT que nos orgulha, seus membros são pautados na ética e esse orgulho nunca deixou de existir”.

Filadelfo Alexandre disse ainda que sempre esteve com o PT e que juntos estarão construindo um projeto alternativo para os estancianos e que nessa construção, além do PSD, cabe André Graça, Misael Dantas, o grupo do deputado federal Valdevan Noventa, Carlos Magno, dentre outros.

Assista a entrevista na íntegra em:

https://www.facebook.com/DominguinhosdoPT/videos/2251616415100305/UzpfSTEwMDAwMDE1OTI3NTUzNDoyNjg1MjI1NTExNDkyNzMy/

 

Por Cláudio Hiroshy

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.