Temer acaba com a Lei do Audiovisual e cinema nacional será prejudicado


“Segundo Lauro Jardim, colunista do O Globo, o presidente Michel Temer vetou nessa quinta-feira a renovação da Lei do AudiovisualEm linhas gerais, significa que o governo não tem obrigação de fomentar o cinema mundial com uma verba específica para aquecer o cinema nacional. 

Em declaração à coluna, o ministro da cultura Sérgio Sá Leitão diz que ainda não haverá “prejuízo para o setor”, porque a Lei do Audiovisual só vence em 31 de dezembro.”

Irei encarar como uma piada sem graça do Sá Leitão, que está mais para defender seu leitinho do quê os artistas brasileiros e a nossa cultura.

Com isso percebemos o interesse no fortalecimento da cultura pelo governo do TEMEROSO. Para termos uma ideia, em 1995 foram lançados 14 títulos, já em 2014 com a iniciativa e instrumentalização de políticas para o segmento foram lançadas 114 produções brasileiras no cinema.

Vários incentivos estatais contribuíram para impulsionar a produção, distribuição e exibição de filmes nacionais. Com a presidente Dilma Rousseff foi lançado o programa Brasil de Todas as Telas, uma ação de proporções inéditas, não apenas em volume de recursos, mas por conta das iniciativas envolvidas, que abrangem toda a cadeia produtiva do audiovisual, da criação do roteiro, passando por produção, difusão, incentivo à pesquisa até a ampliação e a modernização do parque exibidor.

Entre outras ações, o Brasil de Todas as Telas ofereceu 5 mil bolsas para formação e capacitação profissional. Também são oferecidos cursos de nível técnico em parceria com o Ministério da Educação, por meio do Pronatec Audiovisual.

O programa foi colocado em execução pela Ancine, a Agência Nacional de Cinema, ligada ao Ministério da Cultura. O total de recursos oriundos do Fundo Setorial Audiovisual chegaram a ordem de R$ 1,2 bilhão. E agora com essa atitude medíocre e vil do TEMEROSO governo, toda essa construção de consolidação do segmento poderá desidratar e voltarmos a um cenário de regressão da produção nacional.

Sabemos que o Temer quer calar a classe artística brasileira fragilizando-a, tirando direitos conquistados, acabando com incentivos e retirando recursos, mas, tem uma coisa que o TEMEROSO não tirará jamais, a inspiração, coragem e determinação de continuar fazendo arte para o povo brasileiro e que os artistas resistirão até o último instante por liberdade e democracia. Como já nos dizia Leônia Teixeira – “A vida muitas vezes é como o picadeiro: precisamos nos equilibrar, fazer malabarismo e principalmente sorrir…a pláteia está lá esperando escutar do palhaço a piada mais engraçada, mesmo que ele, esteja sem graça,esperando ver o equilibrista na corda bamba atravessando de um lado para o outro, nem que suas pernas não tenham mais forças, aguardando a entrada triunfal do malabarista, não importa, se suas mãos estão tremendo ou não. O espetáculo tem que acontecer!

Mario Dias

Deixe uma resposta