Mais um presente de grego do Governador Belivaldo Chagas ao prefeito e novo aliado Gilson Andrade


Nos últimos dias em período de isolamento social e principalmente de higienização das mãos por conta do COVID19 Coronavírus, uma das maiores demandas da cidade de Estância é a frequente falta de água.

Mesmo tendo uma área de captação antiga da época do ex prefeito Raimundinho que inaugurou o SAAE a Cidade Jardim como é conhecida ganha mais um presente indigesto do governador Belivaldo Chagas por meio da autarquia do estado a DESO que diga-se de passagem presta um péssimo serviço na grande maioria dos municípios os quais distribui água, frise – se nossa área litorânea que é atendida por tal empresa.

Agora o novo aliado do gestor de Estância está em fase avançada da construção de uma adutora que levará o líquido precioso para cidades como Lagarto, Salgado, Boquim entre outros um investimento enorme que poderá piorar ainda mais o abastecimento da cidade do Barco de Fogo, o que mais preocupa que pela postagem feita pelo presidente da casa de leis da cidade o senhor André Graça o município não participou de nada, haja vista, ele fala em sua postagem:

“Não cruzarei os braços até que provem, com documentos, que tal obra nao gere impactos a Estância”.

Em outras palavras nossa cidade está entregue as baratas, quem nunca viu um órgão de outro ente federativo fazer uma obra e pela fala do parlamentar o município não ter conhecimento do projeto?

Estância corre um grande risco de desabastecimento muito em breve caso esse projeto for em frente, não basta o Memorial abandonado, o prédio Antigo da secretaria de educação na Praça Barão do Rio Branco abandonado, quadra do Gumercindo Bessa acabada , Estádio Francao sem iluminação, o novo parceiro do prefeito de Estância da mais um presente ao povo ao seu estilo , abram os olhos população eles querem o poder pelo poder .

Por Álvaro Siqueira

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.