Lula decreta intervenção federal na segurança do Distrito Federal


O interventor será Ricardo Garcia Cappelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça e da Segurança Pública

Em coletiva, presidente Lula anuncia que decretou intervenção no Distrito Federal. Foto: Ricardo Stuckert

O presidente Lula assinou decreto determinando intervenção na segurança pública do Distrito Federal (DF) por causa dos atos terroristas de bolsonaristas que invadiram neste domingo (8) dependências do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Superior Tribunal Federal (STF).

O interventor será Ricardo Garcia Cappelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça e da Segurança Pública.

O anuncio foi feito em Araraquara (SP) onde o presidente examina os danos causados pela chuva no local.

Leia mais: Lula visita interior de São Paulo para avaliar danos causados pela chuva

Lula lembrou que golpistas estavam sendo escoltados por policiais militares (PMs) do DF antes de chegarem a Esplanada dos Ministérios. “Houve incompetência, má vontade e má fé das autoridades do Distrito Federal”, criticou o presidente.

“Vocês devem ter acompanhado a barbárie em Brasília hoje. Aquelas pessoas que chamamos de fascistas, o que há de mais abominável na política, invadiram a sede do palácio e o Congresso. Achamos que houve falta de segurança”, disse.

Lula também prometeu punição: “Quem fez isso será encontrado e punido. A democracia garante o direito de livre expressão, mas também exige que as pessoas respeitem as instituições. Não tem precedente na história do país o que fizeram hoje. Por isso devem ser punidos”.

Fonte: Vermelho.Org

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.