Mudanças na gestão de Gilson Andrade


A dança das cadeiras irá começar nas bandas da Cidade Jardim de Sergipe. O Prefeito Gilson Andrade estuda mudanças no primeiro e segundo escalão, essa será a estratégia para garantir a governabilidade política e deixar o grupo coeso.

Como sempre, no debate de divisão do bolo, Gilson está disposto a pagar o preço de sangrar a gestão para garantir apoios internos (do próprio grupo) e externos (lideranças da região Sul e Centro Sul). Esses apoios são fundamentais para garantir  a musculatura eleitoral da pré-candidatura de sua filha Gabriella Menezes.

Como um amigo meu sempre diz: “caneta é caneta e quando tá cheia de tinta aí o bicho pega”. Segundo fontes palacianas, o gabinete do alcaide anda movimentadíssimo, lideranças de todos os graus e estatura já iniciaram a romaria eleitoral. Algumas ainda estão aguardando serem chamadas, entretanto, não tenham dúvida, serão convidadas para se deliciarem com um pedacinho do bolo.

Gilson, percebeu que o ex-prefeito, Ivan Leite, pode fazer diferente nesta eleição e começar a gostar do jogo. O “homem lá da Santa Cruz” também sabe correr trecho, certamente, não terá dificuldades para cabala o voto dos que não forem amarrados direitinho. Fiquei até sabendo o seguinte: “se amarração for feita com pindoba não suportará a força da corrente elétrica. Ivan, goza de prestígio e estrutura, Adriana Leite, demonstra mais maturidade, tem mais experiência e sagacidade política.

Visualizo uma batalha hercúlea e fenomenal para ambos. Gilson, apesar de está com a máquina e a caneta, precisará pisar o pé no acelerador, visto que, sua filha é uma aspirante na política e como diz alguns nos ‘senadinhos’ municipais: “a candidata do prefeito não conhece os bairros da cidade com profundidade, nem os povoados e pior ainda, as necessidades da Região Sul”.

Um outro fato que é preciso cuidar com o devido respeito é a possibilidade do campo democrático e popular se unificar numa só pré-candidatura para Deputado Estadual. Isso está sendo discutido e poderá se materializar.

2022 chegou chegando, a temperatura da política municipal anda nas alturas, tem muita gente nervosa e com os nervos à flor da pele. No meu entendimento, quem menos errar poderá levar a vaga da Assembleia Legislativa. Evidentemente que se a gestão municipal se unificar em torno da filha do prefeito (ao que parece irá acontecer), a possibilidade de êxito aumenta significativamente. Como um bom cirurgião, Gilson está operando de forma vultosa.

Escolhi dois trechos interessantes dos ensinamentos da Bíblia das estratégias, A Arte da Guerra – Sun Tzu (544-496 a.C.): “Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas”.

Uma coisa é certa, 2024 está bem ali ao lado e tem muita gente articulando para sentar na cadeira do Executivo Municipal. Aliados de Gilson inclusive já mandaram o recado; “se a filha dele for a candidata, independentemente de ganhar ou perder a eleição, ela está fora da disputa de 2024 na chapa majoritária”. Sendo assim, me resta concluir citando mais uma vez Sun Tzu: ” A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar”.

Rapidinhas do Ponto a Ponto

Vereador Kaique Freire sofre baixas no grupo
Talentoso e dinâmico o nobre edil têm perdido apoios importantes de lideranças que o ajudaram a chegar no parlamento municipal. O primeiro foi o do agente cultural José Carlos, que mesmo insistindo na manutenção da amizade, deixou claro que não retornará a Estância para ajudar ninguém nas próximas eleições. Segundo uma fonte fidedigna ligada ao grupo, um outro agente cultural já está de malas prontas para deixar o jovem parlamentar.

Valmir de Francisquinho: A última Coca-Cola do deserto?
A política de Itabaina realmente é feita com letra maiuscula. Mas, as auto-estimas dos chefes políticos de lá são extremamente aguçadas. Valmir anda superestimando seu passe de forma absurda. É preciso ter cuidado, quanto mais se infla o ego, mais danosa poderá ser a frustração. Sergipe vivenciou isso com quase todos políticos que estiveram com Temer em 2018, os que ficarão com Bolsonaro poderão passar por situação igual ou pior!

Gestão de Gilson de calças curtas
O Projeto de Zoneamento Ecológico-Econômico Costeiro do Litoral Sul, foi aprovado pela Assembleia Legislativa e a gestão do prefeito Gilson Andrade se quer tinha algum projeto elaborado para buscar recursos referentes as políticas públicas para o fortalecimento do turismo. Gestão que o planejamento não funciona a contento, acaba passando por esses vexames.

Belivaldo já tem o não favorito para suscedê-lo
O governador Belivaldo Chagas já tem a decisão de quem será o pré-candidato a governado do grupo. Mesmo não sendo o seu favorito terá que engolir de goela a baixo para não ter implosão no grupo. Tenho dito, “cuidado com os meninos”.

Luiz Carlos Dussantus: Patrimônio do rádio estanciano
Há situações que não dependem do gostar ou não gostar, dependem somente da constatação e leitura sincera da própria história. É incontestável a mudança radical que a radiofonia estanciana recebeu com a chegada de Dussantus. Com as suas intervenções, a forma de contextualizar os assuntos cotidianos e a clareza de narrar os fatos, tem interferido diretamente na vida política da Cidade Jardim. O homem é bom, o homem é espetacular”.

Adversários de Lula começam a enxergar a sua vitória no 1° turno
Mais um instituto de pesquisa coloca a eleição de Lula com chances de ser resolvida no primeiro turno. Nessa última pesquisa de opinião o petista chega aos 45%. Se continuar assim a lapada será grande. Aí os bolsonaristas piram!

Valdevan Noventa fadado ao isolamento
Futuro incerto para o Deputado Federal Valdevan Noventa. A mais de um ano o parlamentar que fora caçado pelo TRE/SE vêm tentando convencer as lideranças estaduais que têm chances de fazer uma dobradinha proveitosa nas chapas majoritárias. O grande problema do Noventa é que até agora nenhum grupo acenou para uma possível aliança, ou seja, ele é o cara, mas ninguém o quer.

Dominguinhos faz gesto para esquerda estanciana
Em entrevista concedida ao radialista Dussantus na manhã do dia, 10, Dominguinhos foi solidário a Márcio Souza e disse: “Márcio sofre com o preconceito de setores da elite municipal”. Para dirimir fissuras ainda abriu mão de sua legítima pré-candidatura a Deputado Estadual para facilitar a dinâmica eleitoral do professor Dudu. Agora é aguardar a reciprocidade e juízo do campo democrático e popular.

Mudanças no PSB em Estância
As conversas andam aceleradas e um novo grupo poderá reforçar as fileiras do Partido Socialista Brasileiro (PSB). As lideranças que poderão desembarcarem na sigla somente estão aguardando as festas momescas passarem para baterem o martelo. A prioridade é reorganizar o campo progressista da cidade em torno de um projeto coletivo.

Eleições do SINTESE
Membros da atual direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (SINTESE), enfrentarão uma forte chapa de oposição que está sendo montada por ex-dirigentes e professores que não concordam com a forma e encaminhamentos da atual gestão sindical. A batalha será dura, já percebemos que há um sentimento dos sintesianos clamando por mudanças!

 

Mario Dias

Deixe um comentário para “Mudanças na gestão de Gilson Andrade

  1. Josuel Clementino disse:

    É triste um site de notícias fica tentando macha de uma homem que só faz o bem…..

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.