O poder da fé e a força da Igreja Católica!


 

Na tarde de domingo, 17, a cidade de São Cristóvão/SE realizou uma das maiores festas religiosas do Estado. Dia em que o povo católico reverencia o Senhor dos Passos.
Sem dúvida alguma é uma apoteótica celebração religiosa, onde milhares de devotos e romeiros ocuparam a 4° cidade mais antiga do Brasil, fundada em 1 de janeiro de 1590. Cidade que tem como lema: Paz, desenvolvimento e cultura.
São Cristóvão que já foi Capital da Província de Sergipe D’El Rei depois que o estado se tornou independe da Bahia, sempre teve uma vocação religiosa muito forte, suas igrejas barrocas edificadas em vários pontos da cidade são dos mais belos cenários da fé cristã em Sergipe.
A cidade mantém as características fidedignas do século XVII, XVIII e XIX, como diz o professor José Domingos Machado (Dominguinhos): “São Cristóvão é a nossa Paraty. É uma cidade que resiste aos impactos do tempo e às mudanças contemporâneas.”
Tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional desde 1939, São Cristóvão se desenvolveu segundo o modelo urbano português, em dois planos: cidade alta com sede do poder civil e religioso; e cidade baixa com o porto, fábricas e população de baixa renda.
São Cristóvão é a terra que acolheu a Irmã Dulce que passou pelo Convento do Carmo, cidade do emblemático João Bebe Água, do José Siqueira de Meneses  que assumiu o Governo do Estado e fez renascer o desenvolvimento econômico da cidade, através da inauguração da linha férrea Salvador-Propriá (1911), além da fundação da fábrica têxtil Sam Christovam Industria S.A., é a cidade também de Lourival Baptista, Valter Franco, Manoel Ferreira, Deoclécio Vieira, José Souza, José da Costa e Silva, Apulcro Mota, José Joaquim Pereira Lobo,
Manoel Armindo Cordeiro Guaraná, Maria Paiva Monteiro (D. Marinete), professora aposentada que contribuiu muito com a educação de crianças da cidade, vários sancritovences contribuíram para o desenvolvimento social, político e econômico da ex-capital de Sergipe.
Em um passado recente a má sorte de ter governantes que desprezaram todo esse histórico e contribuíram de forma maiúscula para a implantação do caos administrativo. Mas, a devoção e fé de seu povo sempre foram maiúsculas e resistiram a tudo e a todos de forma que nunca retirassem o brilho e vultuosidade da festa cristã de Senhor dos Passos.
Esse ano percebi que a organização da festa cristã teve um verdadeiro upgrade.
O acolhimento aos romeiros e visitantes, a organização do trânsito, a iluminação pública, a limpeza das vias, praça de alimentação e etc.
O que mais me deixou impressionado além da devoção pelo Santo Católico, foi a fé inquebrantável de milhares de pessoas que acreditam fielmente na consagração do milagre proferido por Senhor dos Passos. A emoção dos fiéis em tocar e pegar um ramalhete de flor dos andores. A crença desse simples gesto em troca de receber o puro e cristalino milagre para todos é um verdadeiro e impressionante ato cristão.

 

Mário Dias

Secretário Estadual de Organização do Partido dos Trabalhadores SE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.