A quem interessa desgastar o Ministro Márcio Macedo?


Tenho acompanhado com curiosidade e interesse a atuação do único Ministro de Estado sergipano, o Ex-Deputado Federal Márcio Macêdo. Sua missão é de redobrada importância neste momento, principalmente no plano nacional, mas também no âmbito local.
Nada obstante, percebo também que a relevância do cargo que ocupa tem causado relativa histeria em alguns setores da política sergipana, ao que parece da própria esquerda. Certo veículo de comunicação digital chegou a falar até em “violência política” por parte do mencionado Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência.
Pois bem, Márcio já foi Presidente Municipal e Estadual do PT/SE por dois mandatos. Em suas gestões o que sempre se viu foi a devida concertação entre os legítimos projetos políticos das principais lideranças do PT, por exemplo. Da corrente Articulação de Esquerda, outrora bem representada pela Ex-Deputada Ana Lúcia e pelo Ex-Deputado Iran Barbosa, passando pela PT Classista, à época liderada pelo Ex-Deputado Francisco Gualberto, até os projetos das lideranças que naquele momento compunham a mesma corrente de Márcio, a exemplo dos atuais Senador Rogério Carvalho e do Deputado Federal João Daniel.
Com o Ex-Governador Marcelo Déda já bastante doente e na iminência do desencarne, Márcio desistiu de disputar o 2º turno da eleição interna do PT com Rogério e aceitou pacificamente o novo comando que se formara, a bem da unidade partidária. Márcio disputou e perdeu duas eleições de Dep. Federal para João Daniel e jamais se ouviu dele qualquer senão às vitórias do companheiro de partido. Não disputou a eleição de 2022 para atuar exclusivamente na Coordenação da campanha do presidenciável Lula, apoiando a candidatura de Eliane Aquino a Dep. Federal, que, por outro lado, viria a ser vítima de antalya escort um grave processo de descredenciamento interno (pra se dizer o mínimo) no próprio PT, sabe-se muito bem vindo de quem.
Não bastasse, Márcio aceitou ser candidato a 1º Suplente de Senador de Valadares Filho, cujo desgaste junto à própria base petista e da esquerda era notório, para favorecer o projeto majoritário do PT liderado pelo Senador Rogério. Em meio a um 2º turno extremamente tenso e desgastante, Márcio desembarcou com Lula em Aracaju para empenhar total apoio à candidatura de Rogério a Governador, porquanto alguns pudessem argumentar que Lula não precisava fazê-lo, visto que o candidato adversário também havia manifestado apoio e voto a ele e que Sergipe teria um peso menor na balança eleitoral nacional.
Sinto que, afora minha curiosidade e meu interesse na atuação do Ministro Márcio Macêdo, há uma grande expectativa não só da classe política, mas também e principalmente do povo sergipano, sobre as possibilidades que se abrem quando um estado tão pequeno como o nosso possui suas principais lideranças políticas alinhadas tanto ao governo do estado quanto ao federal. Espero que essa expectativa não seja frustrada pelo ciúme histérico de quem quer que seja, e que cada um, no governo ou no parlamento, cumpra seu papel da melhor forma possível, visando ao desenvolvimento econômico e social do nosso querido e amado Sergipe.

Lucas Rios – Advogado e Ex-Dirigente do PT/SE.

Deixe um comentário para “A quem interessa desgastar o Ministro Márcio Macedo?

  1. Dulcival disse:

    Parabéns Lucas. É isto aí.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.