Academia Estanciana de Letras participa de lançamento do livro da escritora estanciana Anamaria Pitangueira


Na noite do último dia 06, a Academia Estanciana de Letras esteve prestigiando através do seu presidente Dailton de Castro, o Lançamento do Livro TRANSFORMANDO A DOR EM FLOR da escritora estanciana Anamaria Pitangueira. Dailton estava acompanhado de sua esposa Selma Silveira e dos Acadêmicos Hélio de Souza Oliveira, José Ginaldo de Jesus, Maria Salete da Costa Nascimento, vice presidente da AEL e Raimunda Andrelina de Jesus, Conselheira Fiscal da AEL. A cerimônia contou com a presença da escritora e professora Vera França.

O evento teve a participação da Banda Musical do Corpo de Bombeiros de Sergipe, dos Maestros Reinaldo Oliveira e José Gentil que emocionaram o público tocando as músicas “Cheiro do Camp; Anêmonas; Na sombra de Pitangueira; Prá sempre saudade e Sabor de Pitanga”, além da participação especial do cantor Estanciano Joaquim Alexandre que presenteou à todos com a música “Nos Fiordes da Noruega”.

“Prestigiar o lançamento do Livro da estanciana Anamaria é motivo de muita honra, porque a conheço desde os anos 80, onde tivemos o privilégio de participar juntos do primeiro FESPOFALE – Festival de Poesia Falada de Estância, realizado pelo Grupo Lua Nova sob a direção dos idealizadores e grandes poetas Genilson Máximo e Anoel Rodrigues, meus amigos das antigas. Lembro da poesia vencedora em 1° Lugar naquela noite, “Nasceste em mim” de sua autoria de Pitangueira”, disse o poeta Dailton de Castro, presidente da AEL.

“Anamaria Pitangueira é poetisa, compositora, jornalista, membro da IWA, da ASI e da Academia Alagoana AILAP, ama fotografia, pintura, literatura, filosofia, boa música e culinária. Autora do livro de poesias: ” Labirinto ” e participa de 6 Antologias, sendo uma delas nos Estados Unidos, vencedora do primeiro FESPOFALE, em Estância, Sergipe, com o poema “Nasceste em mim”. Em 2017 lançou “Flor de Pitanga” seu primeiro CD de poemas e canções. Em março de 2019, lançou seu segundo CD” Entrelinhas” e “A Dança das Flores”, seu terceiro CD já está à espera de lançamento, ainda em 2021; “Boa Passarinho!”, seu quarto CD ainda em fase de acabamento, está sendo feito em Maceió, pelo sanfoneiro Xameguinho. Seu quinto CD, sem título, também em fase de acabamento está sendo feito pelo professor e produtor musical: Reinaldo Oliveira, em Aracaju. Todos sem fins lucrativos, com o objetivo apenas de ajudar pessoas carentes e Instituições Filantrópicas. Foi assistente de produção artística da TV Tupi, no Rio de Janeiro. Foi também secretária particular de artistas de grande visibilidade nacional como: Dina Staf, Paulo José, Elza Soares, Carmem Costa. Em três anos já compôs mais de mil músicas e, atualmente tem como parceira musical, Lilian Knapp, que é autora de ” Devolva-me” , “Sou Rebelde”, “Música Lente” etc., e fez parte de uma dupla famosa na Jovem Guarda. Já compôs também com Raimunda Andrelina, compositora de Itabaianinha residente em Estância, autora de ” Chão Chap” gravada pelo Trio Nordestino.
Anamaria é sergipana de nascimento e carioca de coração, pois ainda adolescente foi residir no Rio de Janeiro onde morou até deixar o Brasil para viver, por 28 anos na Alemanha. É casada com o artista plástico alemão: Manfred Philipsky, que escolheu o Brasil como sua segunda residência. Foi no dia 28.08.2017, às 5 horas da manhã, que impulsionada por uma energia desconhecida, começou a compor seu primeiro samba e, teve a honra de ouvir em praça pública na Escola Valdice Teles, em 2017, interpretado por sua então, professora de violão: Eliana Argolo a quem é eternamente grata, relatou a escritora Anamaria Pitangueira.

Com informações da AEL

Veja imagens do evento:

Por Cláudio Hiroshy

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.