As imagens de Ricardo Martins: Um convite ao turismo de Estância


 

 

Por Wesley Nascimento

Não obstante a nossa realidade, as fotos e imagens, hoje em dia, servem como um documento e/ou uma comprovação de que se esteve num referido lugar. Sem sombra de dúvidas, a cidade de Estância, terra de “Dome e Quirino que a História nos diz”, é genitora na expressão histórica e cultural desse estado chamado “Sergipe”, terra de Serigy’s e Caciques, reis e rainhas. Apresento um lugar do povo que labuta e vive em busca da sua liberdade. Através das lentes de Ricardo Martins, faremos então um apanhado da memória e costumes de um povo que evidencia o pioneirismo e o carrega no peito de forma muito rica e viva. Dentro deste trabalho buscamos ir além da observância fotográfica e enxergar as belas imagens, como um convite ao Turismo de Estância. Nesse sentido, os avanços tecnológicos, bem como a internet, têm contribuído para a divulgação, por meio do marketing e a propaganda do Turismo. Por sua vez, se iremos viajar e a escolha do lugar tem sido através de imagens, anúncios ou mesmo uma simples “FOTO”. Com esse propósito iremos abordar a ideia das imagens de Ricardo Martins como um convite ao Turismo da Cidade de Estância. De que modo nos comportaríamos sem vermos os feixes de fogo e a luz dos busca-pés e barcos de fogo cruzarem as noites da nossa Estância? O que seríamos sem as imagens do Porto d’Areia, ruínas dos trapiches, das fábricas têxteis, das vilas operárias, das quedas d’águas, rios, cachoeiras e matas, do pôr do sol, seja da praia do Saco ou Abaís? Dos saberes e fazeres do nosso povo, das batucadas, dos poetas e cantadores, dos artesãos e todo seu fenômeno natural; já paramos para pensar nisso? Justifica-se a ideia de um estudo que, por sua vez, demonstra um patrimônio natural, material e imaterial invejável aos olhos de muitos estudiosos. Partindo desse principio e sob as lentes de Ricardo Martins, percebe-se em suas postagens, publicações em redes sociais, diversas fotos de cunho histórico e cultural que retratam a nossa Estância, pois em contato com o autor fotográfico, o mesmo diz: “não sabia que minhas fotos poderiam servir ao Turismo de Estância; nunca imaginei, bem…nunca fotografei com esse olhar ou pensando no Turismo de Estância”. Diante de um trabalho apresentado à disciplina Novas formas de organização do Turismo, do Curso de Especialização e Gestão em Empreendimentos Turísticos, resolvi ampliar essa ideia e enxergar através das lentes e imagens de Ricardo Martins, um verdadeiro chamado ao Turismo de Estância. As suas fotos demostram expressões e cotidiano de um povo que labuta e vive para evidenciar o seu trabalho. Ele captura imagens da sua cultura, o seu patrimônio, pôr e nascer do sol por diversos ângulos entre rios e matas que nos remete a uma “Estância Bucólica”. Logo, as referidas imagens já são casos de estudo de como os próprios estancianos se vêm através dessas imagens. Na perspectiva de um estudo mais aprofundado estamos coletando aproximadamente 100 fotos para análises e escolhas para tão breve a publicação de catálogo, exposição ou calendário que visa contribuir com a memória do povo estanciano, elevando em princípio o nome de “Estância-Turística”. Por outro ângulo, estamos fazendo um misto de informações onde iremos apresentar aproximadamente 50 fotos que contemplem o nosso povo.
A metodologia utilizada se deu através de pesquisa com perguntas e respostas concisas, e onde através dessas perspectivas, despertou no autor das fotografias a vontade de cada vez mais expor a sua cidade através de suas lentes. Nesse aspecto faremos uma explanação dessas imagens para o Turismo da cidade de Estância. Dos resultados esperados dessa pesquisa, um deles é fazer com que todo esse apanhando sirva de base para ampliar não somente o estudo, mais também a carreira profissional do fotógrafo como autor das imagens. Contente em acompanhar e desenvolver esse trabalho firmamos compromisso em contemplar as presentes e futuras gerações em seus mais diversos aspectos. Face a isto iremos nos debruçar sobre tais estudos, onde elevaremos as referidas imagens para apreciarmos o Turismo Estanciano. Com esse objetivo as fotos estão sendo trabalhadas com o fotógrafo Ricardo Martins e Wesley Nascimento – Historiador pesquisador, visando contribuir para os 170 anos de emancipação política da cidade de Estância em maio de 2018, pois acreditamos na viabilidade dessas etapas para enriquecer o nosso Potencial Turístico.

Fotos de Ricardo Martins:

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.