Dominguinhos: “Sou pré-candidato a deputado em 2022 e estou preparado para representar Estância”


Na tarde de hoje, 26, a redação do Entre Notícias, recebeu com exclusividade a informação que o ex-vereador José Domingos Machado Soares (Dominguinhos), será pré-candidato a deputado em 2022. De acordo com o mesmo, ainda não está definido se será a Deputado Estadual ou a Deputado Federal.

Candidato a prefeito na última eleição, ficando em terceiro lugar Dominguinhos se mostrou um político preparado e conquistou a simpatia da população estanciana após a performance qualificada no debate organizado pela Mar Azul FM.

“Pela sua importância política, econômica e cultural, Estância necessita de um deputado para não tá recebendo chá de cadeira em antessalas de instituições, então quero dá uma opção ao meu querido povo de Estância e muito me honraria representá-lo. É inegável que a Cidade Jardim precisa de um representante combativo e atuante. Não serei um deputado medíocre e muito menos um come-dorme.”, disse Dominguinhos.

É verdade que hoje o mais importante é resolver os problemas da crise sanitária que assola o país. Já são mais de 450 mil mortos e o processo de vacinação é lento. Com isso, a economia vai definhando e muitas pessoas estão voltando para a linha de extrema pobreza. Tudo isso, devido o negacionismo do governo federal desde o início da pandemia. No entanto, as construções e arrumações partidárias para as Eleições 2022 já estão a todo vapor.

Dominguinhos recebeu o convite de várias agremiações partidárias para ser candidato em 2022 e após dialogar com o grupo, decidiu colocar seu nome à disposição. “Sou pré-candidato a deputado em 2022, porque o nosso grupo entende que é necessário disputar as eleições para que a sociedade estanciana tenha uma opção. Mas o mais importante, neste momento é que vençamos essa pandemia.”

Dominguinhos também disse que o sonho do prefeito Gilson Andrade é largar a prefeitura para ser candidato a deputado federal, mas está receoso de não se eleger porque está politicamente patinando no início do seu segundo mandato. “Gilson venceu as eleições já pensando em largar para ser deputado federal. Essa ação egoísta não é de uma pessoa preocupada com a cidade. Ele é especialista em deixar mandato pela metade. Largou a cadeira de deputado para ser prefeito e agora quer largar a de prefeito para ser deputado. Ele precisa saber o que quer. Ninguém é eleito para meio mandato”.

Por Cláudio Hiroshy

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.