Fonte anônima:“Prefeitura de Estância exclui escolas estaduais e particulares dos Jogos Estudantis”


Durante a tarde de ontem, terça-feira, 20, uma fonte anônima, relatou a Redação do Entre Notícias, que a Prefeitura de Estância, capitaneada pelo prefeito Gilson Andrade, através da Secretaria Municipal de Educação e com o apoio da Secretaria Municipal da Juventude e do Desporto, decidiu em reunião excluir as escolas estaduais e particulares dos Jogos Estudantis 2019. Com isso, centenas de jovens ficarão privados de participar desse evento esportivo que tem se notabilizado nos últimos anos.

É mais que notória a quantidade de ações realizadas pela Secretaria de Juventude e Desporto nos últimos anos, porém, excluir a participação das escolas estaduais e particulares dos Jogos Estudantis literalmente não foi uma boa jogada. Um outra fonte, disse ainda, que não foi batido o martelo mas a probabilidade é de 90% para que os Jogos Estudantis sejam realizados apenas com as escolas municipais.

A fonte relatou ainda, que haverá também redução no quantitativo de modalidades esportivas ofertadas, o que gera um déficit de inclusão entre crianças e jovens que gostam de praticar diversificados tipos de esporte.
Outro boato que circula é que alguns professores da rede estadual de ensino lamentam a não inclusão nos jogos e estão indignados e decepcionados com essa decisão.

“Não sabemos o motivo do prefeito Gilson Andrade, tomar uma decisão dessa. Os jovens estancianos gostam muito dos Jogos Estudantis, fazemos amigos, conhecemos pessoas novas e fazemos o que gostamos. Vou sentir falta”, disse o aluno G. S., de 16 anos, aluno da rede estadual.

A medida afeta diretamente dois colégios com tradição nos Jogos Estudantis, que são: Colégio Estadual Arabela Ribeiro e Colégio Estadual Senador Walter Franco (Premém).

O portal Entre Notícias está à disposição da Prefeitura de Estância, para conceder o direito ao contraditório.

Após o fechamento da matéria tivemos contato com a Secretaria de Juventude e do Desporto e nos foi informado que a decisão partiu apenas da Secretaria de Educação, o secretário Luiz Carlos, informou à redação que não concorda com essa decisão e que tem absoluta certeza que o prefeito Gilson Andrade também é contrário a essa decisão de exclusão das escolas estaduais e particulares. ” Sou totalmente contrário a essa decisão e o prefeito Gilson Andrade também é, tenho certeza que ele não concorda com essa medida”, disse Luiz Carlos.

Por Cláudio Hiroshy

 

Contato da Redação (79) 99689-0013

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.