Gladston Rosa prepara edição especial do ‘Sarau Du Rosa’


O cantor e compositor Gladston Rosa é um músico inquieto que está sempre se reinventando, muito criativo e sensível, o artista se apresenta com um repertório eclético em casas de shows e barzinhos e a cada seis meses realiza o projeto ‘Sarau Du Rosa’ com uma produção especial, a próxima edição será realizada neste sábado, 26, a partir das 22h no Tequila Café em Aracaju.
“O projeto surgiu através da necessidade do fortalecimento da nossa música e da cena cultural do estado onde artistas se encontram com o público para se manifestarem artisticamente, compartilharem descobertas e vivências. O encontro visa a sensibilidade das pessoas em relação a natureza e as diversas linguagens da arte”, explica.

Além da música, fazem parte das programações do Sarau a poesia, leitura dramatizada, dança, ilustração, artes plásticas e áudio visual. “É um verdadeiro momento para vivenciar e apreciar a cultura”.

Sarau Du Rosa
O projeto é realizado há quase 10 anos. “Sempre trago um convidado para fazer uma participação no show. O projeto segue de forma itinerante. O objetivo do Sarau do Rosa é levar a música brasileira para o público sergipano, além do nosso trabalho autoral. O projeto surgiu como um divisor de águas para nós artistas, é o encontro de todas as artes”.

Para a próxima edição, Gladston convidou a banda Garagem 183. “Será uma noite regada de muito pop rock, reggae, soul e muita MPB. Vou dividir o palco com a turma da Garagem 183 e vai ser um momento mágico. Será uma noite inesquecível pra ficar na memória. Então é só chegar galera para curtir esse som, essa vibe positiva, nesse grande encontro de gerações”, convida.
Entre os convidados do Sarau Du Rosa já estiveram o Grupo Cataluzes, Raimundo Sodré e Capitão Corisco.

Carreira
A trajetória artística de Gladston Rosa começou muito cedo com o apoio da família. “Comecei estudando em casa com meu irmão Antônio Rogério, ainda através das cifras de revistas. Aos 17 anos entrei no conservatório de música para estudar violão e depois ingressei na noite tocando nos bares da vida, restaurantes e casa noturnas. Meu primeiro show foi no auditório Lourival Batista, muito emocionante para mim onde cantei para um público considerável com auditório lotado, estava acompanhado do meu violão na oportunidade apresentei grandes clássicos da MPB e foi uma noite inesquecível”, recorda.

O músico disse que sua carreira decolou após o lançamento do seu primeiro CD autoral intitulado ‘Encontrar Você’. “Foi aí que percebi que eu estava no caminho certo. O disco emplacou nas emissoras de rádios, através das ondas levou as minhas músicas para todo estado. Já gravei 4 CDs e 1 DVD ao vivo. Recentemente gravei um CD de forró com o tema ‘Gladston Rosa universitário forró pra todo mundo’, interpretando os grandes clássicos do cancioneiro popular brasileira nordestino”, orgulha-se.

Gladstos garante que entre as músicas autorais que não podem faltar em seu show estão:‘Encontrar você’, ‘Minha Identidade é você’, ‘Amor de Balão’, ‘Muralha’, ‘Morenice’, ‘Samba de Ará’, ‘Beijo Veneno’ e ‘Explode coração’. “Se faltar o público pede”, diverte-se.
“Para se viver da música é preciso investir muito na sua imagem pessoal, além de ter uma boa produção musical e focar sempre na qualidade do material em primeiro lugar. Dificuldade com a falta de bons espaços para se apresentar e desvalorização dos músicos locais em favor de artistas de fora são grandes desafios e dificuldades além da falta de incentivo para eventos culturais, assim como a ausência de recursos que possam beneficiar os artistas”, lamenta.

 

Fonte: CINFORM

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.