Jornais impressos que circularam em Estância desde o Recopilador Sergipano em 1832


A Cidade Jardim de Sergipe, assim batizada por D. Pedro II, ao referir-se a Estância, é sem sombra de dúvidas o berço da cultura sergipana. Primeiro órgão da imprensa sergipana, o Recopilador Sergipano surgiu em Estância (SE), em setembro de 1832, editado pelo monsenhor Antônio Fernandes da Silveira, que o imprimia através de sua tipografia própria. Cerca de um ano antes, a povoação de Estância obteve emancipação por suas promissoras condições sócio-econômicas, recebendo o nome de Vila Constitucional da Estância: o nível cultural alcançado pela localidade, já em 1832, justificava o aparecimento do jornal, que publicava pronunciamentos oficiais, transcrições de jornais da corte (principalmente a Aurora Fluminense), cartas de leitores, questões morais, curiosidades e efemérides, pensamentos, anedotas, entre outras coisas.

Importantíssimos jornais circularam na Capital Brasileira do Barco de Fogo ao longo da história contemplando todos os gostos. Jornais políticos, noticiosos, literários, trabalhistas, humorísticos, satíricos e até poéticos como “O Zé Pereira” que era escrito em verso. No entanto, assim como no Brasil e no Mundo, com o avanço da tecnologia, os jornais impressos foram sendo substituídos pela informação cada vez mais em tempo recorde, ficando apenas os resistentes e amantes do jornal impresso. Aqui em Estância, apenas o Jornal Folha da Região está em circulação, sob a direção e edição do jornalista Augusto Santos.

LISTA DOS JORNAIS QUE JÁ CIRCULARAM NA ESTÂNCIA

01 – “O Recopilador Sergipano” – Publicação bi-semanal. Seu primeiro número de setembro. Foi o primeiro jornal fundado em Sergipe. Circulou de 1832-1834.
02 – “Diário do Conselho Geral da Província de Sergipe” – Não tinha dia determinado para publicação. Período de circulação 1833-1834.
03 – “A União” – Politico, literário e comercial. 1852-1853. Publicação tri-semanal. Transferiu-se depois para a cidade de São Cristóvão, então capital do Estado.
04 – “A Urtiga” – Folha humorística. 1852-1853. Seu primeiro número saiu em 7 de junho.
05 – “O Saquarema” – Politico. 1852-1853. Começou sua publicação 01 de agosto.
06 – “O Sul de Sergipe” (1º fase) – Periódico – 1870 a 1871. Circulava uma ou duas vezes por semana.
07 – “Tribunal do Povo” – Político e noticioso. 1873-1874.
08 – “A Águia” – 1875. Pequeno jornal literário de preparatoriano.
09 – “O Rabudo” – 1876. Jornal crítico.
10 – “O Echo Estanciano” – Político e comercial. Periódico. 1877-1878.
11 – “O Mosquito” – 1878. Pequeno jornal crítico e humorista.
12 – -“O Imparcial” – 1878 a 1883. Órgão das causas justas. Semanário. Surgiu em setembro.
13 – “O Sagitário “ – Crítico. 1878.
14 – “O Tribuno” – 1879 a 1880. Imprensa conservadora.
15 – “O Pharol” – 1879 a 1887. Semanário. Data de 15 de abril a sua primeira publicação.
16 – “O Monitor” – 1879 a 1890. Periódico de propaganda republicana.
17 – “A Opinião” – 1880. Semanário, gratuito, defensor da razão, da verdade e da justiça. Em 23 de junho começou a circular.
18 – “A Tulipa” – Periódico chistoso. 1880. Publicação semanal.
19 – “O Século” – 1880 a 1881. Crítico, humorístico e noticioso. Começou em 28 de julho.
20 – “A Gazetinha” – 1882. Órgão dos interesses da região. Circulava quatro vezes por mês. Iniciou sua publicação a 4 de maio.
21 – “O Comércio” – Seminário, noticioso e literário. Sua primeira edição é de setembro de 1883.
22 – “O Comerciante” – 1883 a 1886. Órgão dos interesses sociais e do comércio.
23 – “A Mascote” – Folha humorística e satírica. Bi semanário. Apareceu em janeiro de 1886.
24 – “A Phalena” – 1887. Órgão humorístico.
25 – “O Zé Pereira” – 1887 a 1888. Jornalzinho escrito em verso.
26 “O Tribuno” (2ª fase) – Critico e noticioso – 1888 a 1889.
27 – “O Porvir” – 1888. Manuscrito; noticioso.
28 – “O Conservador” – 1889. Órgão político.
29 – “O Rio Real” – Noticioso, 1889.
30 – “O Contemporâneo” – 1890. Literário, recreativo e noticioso. Semanário
31 – “O Meio” – Surgiu em 16 de maio de 1891.
32 – “O Americano” – Jornal de todas as classes. Circulou pela primeira vez em abril de 1892.
33 – “O Tempo” – Periódico independente. 1893. Editor Augusto Ramos Gomes.
34”O Sul Sergipe” (2ª fase) – 1895 a 1896.
35 – “O Sereno” – Noticioso e recreativo – 1896 a1897. Data de 11 de abril a sua circulação. Teve poucos meses de vida. Mudando o seu nome para a “Razão”, fundado pelo Dr. João Vieira Leite e Augusto Gomes.
36 – “A Razão” – Literário, noticioso de publicação semanal. Fundado em 11 de junho de 1898 por Augusto Gomes.
37 – “O Descanço” – 1905 – Pequeno jornal literário e noticioso. Publicação semanal.
38 – “O Baby” – Apareceu em 1º de gosto de 1919, jornal critico, quase um pasquim, que foi fechado pela política. Periódico de estudante daquela época.
39 – “Voz do Povo” – Literário e noticioso, circulou de 1929 a 1944, editor Lauro Santana (Lauro Babão).
40 – “ O Espião” – informativo e crítico. 1931 a 1933. Periodicidade quinzenal. Editor Alcides.
41 – “A Estância” – Noticioso e político, circulou de 1931 a 1971. Periodicamente semanal. Editor Alfredo Silva.
42 – “O Serigi – Gênero instrutivo e noticioso, circulou de 1939 a 1942. Editor Temístocles Alves Viana.
43 – “Folha Trabalhista” – Político e noticioso, fundado em 1949 por Francisco de Araújo Macedo.
44 – “O Povir – Estudantil, noticioso e esportivo. Circulou 1961, periodicamente mensal, editor Arildo França.
45 – “O Sim Sim” – Político e estudantil, circulou de 1962 a 1964, frequência quinzenal, editor Pe. Joaquim Antunes de Almeida.
46 – “Gazeta de Estância” – Noticioso e político, fundado por Nivaldo Silva Carvalho, editor Vanderlei Silva, circulou de 1980 a 1988.
47 – “Nosso Jornal” – Político e noticioso, fundado por Carlos Magno Costa Garcia, circulou de 1984 a 1988, editor Genilson Maximo.
48 – “O Piauitinga” – Crítico e noticioso, fundado por José Jorge Batista Santos, circulou em 1987.
49 – “Folha do Abaís” – Informativo e literário, fundado por Genilson Maximo. Circulou em 1987.
50 – “Tribuna do Município”- Político e noticioso, fundado por Valter Cardoso Costa, editor Miguel Viana, colaboradores diversos: Augusto Santos, Carlos Tadeu, Tuty, Joseane Soares, entre outros. Período de 1989 a 1992.
51 – “Jornal de Estância” – Político e noticioso, fundador pelo ex-prefeito José Nelson Araújo Santos, editora Joseane Soares, periodicidade quinzenal, circulou de 1994 a 1998.
52 – “Estância Turística” – Informativo e turístico, fundador por Vanderlei Silva, circulou de 1994 a 1995.
53 – “Sul de Sergipe” (3º fase) – Noticioso e comercial, fundado por Vanderlei Silva em 1994.
54 – “Young” – Informativo e social, fundado em 1996, dirigido por João Vieira Neto.
55 – “O Flash” – Social e fotográfico, fundado por Gileu Souza Júnior. Circulou em 1997.
56 – “Mensageiro Cristão” – Informativo e religioso, fundado por Joilson Santos Menezes, o primeiro número saiu em 1998.
57 – Jornal Folha da Região” – informativo e comercial. Fundado em 1999, editor Augusto Santos.
58 – “O Caminho” – Noticioso e independente, fundado em 2000 por Francisco Teixeira da Silva Filho, de circulação esporádica.
59 – “A Realidade” – Jornal editado por Francisco de A. Freire, circulou apenas um exemplar em 2001 com matéria da prefeitura de Estância.
60 – “Jornal da Gente” – Noticioso e comercial, fundado por Eduardo Abril, circulou em 2001.
61 – “Tribuna Cultural” – Informativo e cultural, fundado por Carlos Magno de Jesus 26 de março de 2001, circulação mensal.
63 – “Veja Bem” – Cultural e de entretenimento, fundado por Adriano Galvão Dorna, circulou alguns exemplares em 2002.
64 – “Movimento” – Noticioso e comercial, lançado em 2003 por Clériston.

Fonte: Jornal Folha da Região, edição 392. Mês Abril 2022. Editor jornalista Augusto Santos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.