Partidos apresentam nove opções de pré-candidatos a governador de Sergipe


Esses nomes ainda serão submetidos à apreciação de convenções até agosto

Para as eleições deste ano, nove pré-candidaturas já foram apresentadas para disputar o cargo majoritário referente ao Governo de Sergipe. Até o fechamento desta matéria, os nomes dispostos em circulação são: Alessandro Vieira (PSDB), Antônio Cláudio Neves (DC), Aroldo Félix (UP), Elinos Sabino (PSTU), Fábio Mitidieri (PSD), João Fontes (PTB), Jorge Alberto Prado (Pros), Niully Campos (Psol) e Rogério Carvalho (PT). A corrida para ocupar o cargo de governador a partir de janeiro do próximo ano ainda está conturbada e incerta.

Afinal, com as mudanças na legislação eleitoral há muito diálogo entre os dirigentes das siglas, que analisam estratégias para melhor compor a chapa majoritária. Essa indefinição, inclusive, deve perdurar até os últimos segundos das realizações das convenções partidárias que ratificam os respectivos nomes para a disputa.

Alesandro Vieira – Com mandato de senador por Sergipe, Alessandro Vieira (PSDB) sinalizou primeiramente a participação no pleito como pré-candidato à Presidência da República. Logo depois, desistiu e confirmou, na verdade, estar presente na disputa para o Governo de Sergipe. Ele é delegado e está na primeira legislatura como parlamentar no Senado Federal.

Antônio Claúdio – Antônio Cláudio Neves confirmou a pré-candidatura pela Democracia Cristã (DC). É a primeira vez que deve disputar eleição. Ele é médico, com atuação na área de geriatria, e é presidente dos Amigos dos Idosos do Brasil. Também já foi secretário da Saúde nos municípios de Itabaiana e Macambira.

Aroldo Félix –  O professor Aroldo Félix é pré-candidato pela Unidade Popular pelo Socialismo (UP). Ele é militante das lutas sociais, fundador do partido, casado, professor concursado, engenheiro químico, mestre e doutor, pesquisador da área de energias renováveis. Primeira vez que vai disputar pleito.

Elinos Sabino (PSTU) confirmou a pré-candidatura em abril deste ano. É servidor público federal e militante social há mais de 40 anos. É fundador do partido em Sergipe e disputou eleição em 2016, como candidato a vice-prefeito de Aracaju, quando compôs chapa ao lado de Vera Lúcia.

Fábio Mitidieri (PSD) – é pré-candidato do bloco liderado pelo atual governador Belivaldo Chagas (PSD). Ele já foi vereador de Aracaju e em 2015 assumiu mandato de deputado federal, mas está afastado do cargo para disputar o pleito.

João Fontes é o pré-candidato do PTB. Ele é advogado e já ocupou cargos públicos em Aracaju, foi deputado federal e neste ano deve entrar na disputa para o cargo majoritário.

Jorge Alberto Prado (Pros) está como pré-candidato para disputar o cargo. Ele é médico, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e já foi secretário de Estado. Ele sinalizou fazer alianças com partidos que estejam engajados no projeto de reeleição de Jair Bolsonaro.

Niully Campos (Psol) é única pré-candidatura, até o momento. Ela é ativista social pelos direitos humanos, tem forte militância em defesa dos direitos das mulheres e dos direitos sociais. É professora universitária de direito penal e advogada criminalista.

Rogério Carvalho (PT) tem mandato de senador e é o atual terceiro secretário da mesa diretora da Casa Legislativa. Ele confirmou ser pré-candidato ao Governo de Sergipe. É médico, já ocupou cargo de secretário da Saúde da capital e de secretário da Saúde de Sergipe, ex-deputado estadual e ex-deputado federal.

Vale relembrar – nessa corrida para disputar o cargo de governador – o nome de Valmir de Francisquinho (PL) foi colocado como pré-candidato de 2022. Contudo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu pela inelegibilidade pelo período de oito anos a contar a partir deste pleito. Apesar do resultado da Justiça, o político vem atuando como se em pré-campanha estivesse, mas sem mencionar estar ou não participando na eleição.

 

Por Mayusane Matsunae

Fonte: Jornal da Cidade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.