Por que Temer trata bem Edvaldo e encosta Jackson, de “seu” MDB, na parede?


Graças ao prestígio do líder de Temer no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC), o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), assinou ontem, 23, com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, empréstimo de R$ 50 milhões.

Mesmo com os pedidos do governador Jackson Barreto (MDB), André não tem conseguido o financiamento de R$ 560 milhões que o Estado pleiteia, embra tenha a concordância da Caixa.

Afinal, o que Edvaldo tem que Jackson perdeu?

Tudo está na recente visita do ex-presidente Lula a Sergipe.

Edvaldo foi discreto. Jantou com Lula no “Miguel”, e pronto.

Jackson foi às ruas, enfrentou até vaias de segmentos radicais do PT para mostrar sua preferência pela volta de Lula à Presidência da República.

Jackson deixou de ser do MDB de Temer e passou a ser do MDB de Lula, se é que isso existe.

Não adianta forçar a barra. Ou arranja votos favoráveis à reforma da Previdência, condição imposta por Temer, ou não terá o financiamento.

 

Fonte: NE Notícias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.