Professores rejeitam proposta do prefeito Gilson Andrade e realizarão paralisação e vigília em frente à prefeitura


 

Na tarde desta quinta-feira, 17, as professoras e professores do município de Estância, reunidos em Assembleia no auditório da nova sede da Subsede Sul do SINTESE, recusaram a proposta enviada pela Prefeitura de Estância, referente ao reajuste do piso do magistério.

No ofício de nº 41/2022, assinado pela Secretária de Educação, Aurenita Morgana e pelo Prefeito Gilson Andrade, o percentual de reajuste proposto era de apenas 20%. Portanto, estando com 13,24% a menos do que estabelecido pelo Governo Federal. Desta forma, os professores rejeitaram a proposta solicitando uma nova audiência com vigília e paralisação no dia da nova tratativa com o prefeito.

O professores alegam que falta de dinheiro não é, já que o percentual de comprometimento com recursos do FUNDEB para folha de pagamento na cidade de Estância chega a 68%, sendo que em muitos municípios o percentual ultrapassa os 90%.

Estiveram presentes na Assembleia, além dos dirigentes sindicais e vários professores da rede municipal, o ex-presidente da CUT, Professor Dudu, os vereadores Isaías Nego Bia (PSOL) e Artur Oliveira (PT), e o presidente do SINDSEME, Carlito Lemos, que foram acompanhar de perto e somar forças na luta dos professores.

Por Cláudio Hiroshy

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.